Vale a pena ser feliz

domingo, 19 de julho de 2009

Uma praia de rio?... Ah! Vale a pena!

Este local deve ser um verdadeiro paraíso no meio do rincão Pará amazônico. Gostaria imensamente de conhecer, de estar em contato direto com água e mata. Mas...fica aqui a idéia de visitar a região depois de ver o filme.
video

1-A melhor praia do Brasil
Veja o que eu encontrei no blog,Internetmania , na página http://www.blogger.com/post-edit.g?blogID=6842087019243829970&postID=3651383534294749942, falando desta praia.

Quarta-feira, 10 de Junho de 2009
Alter do chão - Santarém - Pará

Alter do Chão, no oeste paraense, é a melhor praia do Brasil. A afirmação é do jornal inglês The Guardian, escolhidas por dez especialistas. Em primeiro lugar aparece a praia Alter do Chão, próximo de Santarém, que ficou a frente de outras praias tidas como ‘paraísos terrestres’ como Fernando de Noronha (PE) e Jericoacoara (CE) e praias tradicionais do Rio de Janeiro e da Bahia. A praia vencedora, que fica à beira do rio Tapajós, foi escolhida por Tom Phillips, correspondente do Guardian no Brasil.

A reportagem do tablóide inglês reconhece a dificuldade de escolher a melhor praia do Brasil - que tem 8 mil quilômetros de costa e milhares de praias voltadas ao Atlântico - mas não se furta de atribuir a Alter do Chão o título de melhor praia, classificando-a como a ‘resposta da selva ao Caribe’. Próximo de Santarém, o lugar só se transforma em praia de agosto a janeiro, época de vazante do Tapajós. Quando o volume de água do rio baixa, ficam expostas centenas de faixas de areia.

Outro blog com a mesma notícia: http://magos61.blogspot.com/2009/05/alter-do-chao-eleita-praia-mais-bela-do.html

2-Concurso para a melhor praia. É para abrir o link.
http://www.flickr.com/groups/bembelem/discuss
/72157621041869495/


3-Ùm relato intessante.
http://www.blogger.com/post-edit.g?blogID=6842087019243829970&postID=3651383534294749942

A vida moderna as vezes estressa, pensando nisso resolvi mostrar pra vocês algumas fotos de uma viajem de final de semana que fiz a Alter do Chão, vila paradisíaca que fica a 42 km de Santarém, encravada no coração da floresta Amazônica. O acesso é feito de carro, a estrada é charmosa com muitas curvas e ladeiras e o lugar é super aconchegante. Com aproximadamente 2.000 habitantes, Alter fica a margem direita do rio Tapajós e aliada ao Lago Verde formam uma bela paisagem. Ficar em hotéis com vista para a praia ou armar uma barraca de camping são boas opções pois Alter é terra de gente hospitaleira e organizada, afinal, não foi a toa que o The Guardian a elegeu como melhor praia do Brasil em 2009! Comer um bom peixinho frito, caminhar na orla, pegar uma praia, comprar artesanatos típicos, fazer trilha no Morro da Cruz, canoagem e kitesurf no Lago Verde e assistir ao espetáculo do Sairé, são atrações obrigatórias! A partir de Brasilia, a Gol e a Tam operam vôos diários até Santarém de onde há o acesso para Alter do Chão.

4-Mas...que pena! Veja os comentários.

http://www.blogger.com/post-edit.g?blogID=6842087019243829970&postID=3651383534294749942
jul 18 2009
Descaso com Alter do Chão

* Postado por Jeso Carneiro em Comentário

Do leitor que se assina Edvilson, a propósito do post Pobre povo Borari!:

Prezados leitores, estou residindo por uma breve temporada em Santarém e gostaria de aproveitar o link do tema para expor algumas idéias sobre a cultura local (Santarem, Alter-do-Chão).

Em primeiro lugar, concordo que Alter, mormente as praias e a paisagem, seja um local paradisísaco. Porém, é diretamente proporcional à beleza do local o descaso das autoridades na manutenção da sua infraestrutura rudimentar de atendimento aos visitantes do local. E, ato contínuo, a falta de implementos no desenvolvimento sustentado do turismo local, haja vista que, pessoas digamos ‘um pouco mais exigentes’ e de hábitos culturais mais civilizados, dificilmente retornariam ou mesmo indicariam a visita aos seus convivas, pois como se vê na oportuna colocação do amigo Helvecio Santos, o descaso já inicia com as necessidades fisiológicas básicas dos visitantes.

Outra questão que gostaria de deixar para reflexão, refere-se à ocupação das praias com ‘barracas’ esdrúxulas de venda de alimentos, bebidas, etc. que só pelo aspecto improvisado já colocaria em dúvida a qualidade do que está sendo oferecido para consumo dos turistas.

Existe vigilância sanitária por estas bandas?

Outro ...Que pena! Deixo o link para abrir.

http://www.noticiasdaamazonia.com.br/8708-cheia-provoca-queda-no-turismo-em-alter-do-chao/


Mas há esperança que o país se alerte para o turismo e o nosso povo possa valorizar as suas riquezas. Olhe este depoimento:

Turismo - Alter do Chão em festa
03/07/09 às 11h13min
Alter do Chão em festa
Santarém - Vila Balneária completa 250 anos nesta sexta-feira.

Dona Luzia Lobato é uma das moradoras mais antigas do lugar. Segundo ela Deus criou o mundo em seis dias, e no sétimo veio descansar em Alter do Chão.

“Quando Deus terminou de criar o mundo ele sentou aí na beira do cais e fez essa ilha maravilhosa.”

O francês Gilberto Prierro visitou o local há 20 anos. Nunca mais voltou para sua terra natal.

“Gostei daqui. Gostei da natureza. Eu amo água.”

Seu Cipriano Costa tem 89 anos. É um dos fundadores do mais tradicional conjunto musical da vila o "Espanta Cão". Ele acompanhou de perto o crescimento da localidade.

“Antigamente era pouca gente que andava por aqui. Que brincava pela praça.”

Alter do Chão foi elevada a categoria de vila em 06 de março de 1758 pelo então governador do Pará, Mendonça Furtado. Passado os 251 anos a vila cresceu e muita coisa mudou, mas a tranquilidade continua a mesma.

A principal atividade da vila atualmente é o turismo, acompanhado da tradição do Sairé, festa com mais de 300 anos.

Segundo o pesquisador Edilberto Ferreira o espírito festeiro das pessoas vem da cultura indígena.

“Alter do Chão sempre foi uma comunidade que viveu de comemorações e festas e isso predomina até hoje. Não importa a época do ano.”

A beleza da Ilha do Amor e do Lago Verde, a vista do alto da Serra Piroca e o encantador balé dos botos, são elementos que fascinam, mas o que mais encanta em Alter do Chão é a hospitalidade do povo.

“Só vive aqui quem pode. Quem merece. Quem quer ser feliz”. Finalizou Luzia Lobato.

http://notapajos.globo.com/lernoticias.asp?id=24994



Outros blogs para ler.

http://www1.folha.uol.com.br/folha/turismo/noticias/ult338u4920.shtml

http://panaceahg.blogspot.com/2009/04/alter-do-chao.html


http://ze-rodrigues.blogspot.com/2009/07/alter-do-chao.html

http://blogdoespacoaberto.blogspot.com/2009/05/cheia-provoca-queda-no-turismo-
em-alter.html

http://www.viajenaviagem.com/2009/04/nasce-um-mito-alter-do-chao-a-melhor-praia-do-brasil-segundo-a-imprensa-inglesa/

ATENÇÃO: Não confundir com ALTER DO CHÃO de Portugal:


Alter do Chão
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
.
Alter do Chão é uma vila portuguesa pertencente ao Distrito de Portalegre, região do Alentejo e subregião do Alto Alentejo, com cerca de 2 600 habitantes.

É sede de um município com 361,63km² de área e 3 553 habitantes (2006)[1], subdividido em 4 freguesias. O município é limitado a nordeste pelo município de Portalegre, a norte pelo Crato, a sueste por Monforte, a sul por Fronteira, a sudoeste por Avis e a oeste por Ponte de Sôr.



Levic

Nenhum comentário: